Quando falamos de Lua Minguante, estamos falando dos arquétipos da Feiticeira, Ceifadora e Sacerdotisa. Estamos também falando do encontro da Lua (feminino) atravessando a ponte de conexão do Sol com a mais profunda escuridão. A Minguante é uma fase de transição e assim também é o Outono, sua fase correspondente e ressoante das estações da natureza.
Eu imagino que não deve estar sendo fácil aí para você, mulher! Porque a fase da Lua Minguante já é uma fase de grande agito mental e estando em gêmeos, apenas elevará a inquietude mental. Mas, fique alerta: toda inquietude, são informações que você não conseguiu processar.
Precisamos observar as escolhas da nossa Feiticeira. Porque se for para o lado sombrio de gêmeos, o fará de forma infantil. Entrará na dinâmica da culpabilização de todas as pessoas, situações e vivências pelo seu drama mental. Criará histórias que irão desencadear uma bola de neve, que irá destruir a si mesma e todas enquanto passa. Porém, se for na luz, irá usar suas habilidades mentais para criar novas possibilidades de si mesma, transformar padrões, liberando aquelas crenças e condicionamentos que já não ser mais. A questão aqui é: vou ficar na vitimização infantil ou vou me responsabilizar pelos meus pensamentos que criam minha realidade?
Precisamos observas as escolhas da nossa Ceifadora. Poque se for para o lado sombrio de gêmeos, irá cortar fora tudo aquilo que sente e não compreende. Cortando toda conexão com os sentimentos e com o coração. Refugiando-se no intelecto. Sua foice é a racionalização de tudo aquilo que não entende e consegue pensar, intelectualizar, discriminar. Porém, se for na luz, irá usar sua foice, de forma bem precisa, tendo sentido e processado seus pensamentos, o jorro de informações que passa pela sua cabeça, para tomar decisões que já não podem mais ser evitadas. Aqui, temos a foice da responsabilidade que fará o gêmeos encarar seu dilema de obrigatoriedades X responsabilidades que precisam ser assumidas. Hora de separar o joio do trigo. A questão aqui é: você vai ficar ceifando suas responsabilidades só por que não suporta obrigatoriedades?
Precisamos observar as escolhas da nossa Sacerdotisa. Porque se for para o lado sombrio de gêmeos, irá manipular as informações, contando meias-verdades, histórias rasas e deturpadas e manipulará as situações para evitar contatos profundos. Porém, se for na luz, será a sacerdotisa, que realmente adquiriu diversos saberes e os consegue transformá-los em conhecimento, que é transmitido aos demais, através da histórias que são contadas, das palavras que são ditas no momento certo e das pontes e conexões que estabelecemos para o benefício de todo. A questão aqui é: vou ser uma ponte do rio que caiu ou serei uma ponte de tijolos dourados?
Boa lunação para todas!!!
Da minha parcela geminiana para a sua
* Estes textos fazem parte do meu trabalho de expansão das energias femininas que regem nossos ciclos. A forma mais disseminada e conhecida segue, mais ou menos, o seguinte padrão:
– Lua Crescente – Primavera – Donzela
– Lua Cheia – Verão – Mãe
– Lua Minguante – Outono – Feiticeira
– Lua Nova – Inverno – Anciã
Porém, faz parte dos meus estudos e trabalho desmembrar os 4 arquétipos principais do ciclo em uma triplicidade. Em breve, esta pesquisa será formatado em um curso avançado sobre os estudos da Mulher Cíclica e os arquétipos femininos que regem o nosso ciclo.

Imagem: Maria Saakyan
_________________________________
Copyright © Todos os direitos reservados.
ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por Lei.
Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This