Adentrar o período da Lua Cheia e adentrar o espaço onde as forças e energias do feminino e do masculino sagrado encontram-se no céu e em nosso interior. É o período onde Sol (masculino) e Lua (feminino), encontram-se. É também o período, onde nos espaços internos de uma mulher e dos seus ciclos femininos, sincronizados e ressoantes com as fases da lua e as estações da terra, refletem as energias da Amante, da Mãe e da Rainha. Vamos então analisar e investigar um pouco esta força tríplice do feminino e como podemos entender e usar melhor as dinâmicas de cada uma deles, para o nosso melhor, sermos mais autênticas e integras. Precisamos observar as escolhas da Amante. Aliás, ela fica muito confortável nos reinos de Touro que tem como regente o plante Vênus, a Deusa do Amor. Aqui ela está em casa, porque seu reino é dos sentidos, da beleza, dos prazeres e da afabilidade. Aqui, ela está em casa! Porém, algumas coisas precisam ser levadas em consideração. Se ela for para o lado sombrio de Touro pode ficar muito aprisionada nas tradições e em tudo que é sólido e confiável, o que pode tolher as vontades, desejos e necessidades desta amante. Pode limitar suas experiências e espontâneidade, principalmente, quando for algo apenas passageiro, momentâneo e questionável, perante suas regras, morais e instinto. Porém, se estiver na luz, pode ser um explorador sensorial, porém, dentro de um relacionamento que traga uma certa estabilidade e segurança. Se ela se sentir apoiada, suportada e confortável, ela se abrirá para experiências, para o corpo, para o outro e para o prazer, sem limitá-lo. A questão aqui é: será que o excesso de regras não pode ser uma armadilha para fugir do verdadeiro sentir? Precisamos observar as escolhas da Mãe, porque se ela estiver na sombra será aquela que estará aprisionada à lógica, ao sistemático e à estrutura, sem se permitir ser questionada ou sofrer quaisquer inteferências em seus planos. Aquela mãe que sabe o melhor e tem sempre a razão. Que não se permite ser questionada, não aceita sugestões e sequer ajuda. Porém, se estiver na luz, saberá que com ajuda ela pode realizar muito mais. Que apesar de desejar acima de tudo ser útil, mostrar o que é capaz de fazer, construir, produzir e manifestar pelos seus filhos e seus é muito, porém, com ajuda e suporte tudo pode ser ainda melhor. Porque pode começar a desfrutar da maternidade, ao invés de vê-la como mais um trabalho a ser realizado ou que a sua forma é a única melhor. A questão aqui é aceitar o ponto de vista e ajuda dos outros não é se perder e sim, se conhecer através de outras realidades além da sua própria. Precisamos observas as escolhas da Rainha, porque se ela estiver na sombra será aquela que apenas usa as pessoas. Ela quer saber para que o outro serve em sua vida. O que ele pode trazer de benefício para si mesma. Ele vai buscar o que há mais de precioso nos outros, como uma tiete, sempre de braços dados com aquele que considera ter valor. Neste sentido, pode ser uma rainha oportunista. As pessoas são usadas dependendo do preço e valor que eu dou a elas. Porém, se estiver na luz, fará alianças onde há uma troca genuína e igualitária. Onde não estamos usando as pessoas para meu benefício próprio, mas juntando forças para algo em comum. A questão aqui é vou ficar sendo coadjuvante no show de alguém ou vou aprender a construir um show onde posso ser também protagonista e dividir o palco?!

* Estes textos fazem parte do meu trabalho de expansão das energias femininas que regem nossos ciclos. A forma mais disseminada e conhecida segue, mais ou menos, o seguinte padrão:
– Lua Crescente – Primavera – Donzela
– Lua Cheia – Verão – Mãe
– Lua Minguante – Outono – Feiticeira
– Lua Nova – Inverno – Anciã
Porém, faz parte dos meus estudos e trabalho desmembrar os 4 arquétipos principais do ciclo em uma triplicidade. Em breve, esta pesquisa será formatado em um curso avançado sobre os estudos da Mulher Cíclica e os arquétipos femininos que regem o nosso ciclo.

Imagem: Jody Bergsma
_________________________________
Copyright © Todos os direitos reservados.
ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por Lei.
Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This