Quando falamos de Lua Cheia, estamos falando dos arquétipos da Mãe, da Amante e da Rainha. Estamos falando também do encontro da Lua (feminino) com o Sol (masculino), e o belíssimo espetáculo e casamento que isto dá através da Lua Cheia!
Precisamos observar as escolhas da nossa Mãe. Porque se for para o lado sombrio de áries, poderá ser aquela mãe indolente e mesquinha, que não se importa muito em cuidar desses lados e não dá atenção para tudo que a entendia, quando nada muda, quando tudo permanece o mesmo. Ou seja, ódio mortal pelas minúcias do dia a dia, e tarefas que precisam ser feitas em repetição. Porém, se for para o lado luminoso de áries, será aquela mãe que trás sempre a primavera para sua vida e dos seus. Com novas idéias, aventuras, possibilidades e promovendo as mudanças para o crescimento de todos. A questão aqui é: vou fugir das minhas responsabilidades entediantes ou vou usá-las para impulsionar uma dose diária de inspiração e mudança?
Precisamos observar as escolhas da nossa Amante. Porque se for para o lado sombrio de áries, irá ficar constantemente se desiludindo e amargurando com suas experiências amorosas e sexuais. Porque aventurar-se é preciso. Esta amante precisa de ação e precisa viver. Porém, como há a tendência de não ver as coisas como elas são, mas como poderiam ou deveriam ser, é necessário mais realidade, ao invés de só ação impulsiva. Porém, se for para a luz, será aquela amante que é direta, que sabe bem o que quer e como quer e que sabe aproveitar a vida. Daquele seu jeitinho nada meigo e nada sutil, bem ariano de ser. A questão aqui é: vou encarar as coisas como elas são ou vou ficar inventando histórias para viver histórias inventadas ao invés de histórias reais?
Precisamos observas as escolhas da nossa Rainha. Porque se for para o lado sombrio de áries, será aquela rainha dogmática e esquece que um reino se constrói com compromisso e cooperação e necessidade de ouvir e responder às diferentes necessidades, ritmos e opiniões diferentes da sua. Porém, se esta Rainha estiver na luz de áries que deixará de lado, qualquer expectativa que resolvam as coisas para ela e façam o reino desabrochar sem sua participação nas pequenas coisas que fazem isso acontecer, para colocar a mão na massa e esforçara-se para que tudo aconteça. Ela estará liderando o exército. Ela estará junto em todos os momentos. Então, a questão aqui é saber: que juntos somos mais fortes e que apenas um líder não vence nada sem seu exército.
* Estes textos fazem parte do meu trabalho de expansão das energias femininas que regem nossos ciclos. A forma mais disseminada e conhecida segue, mais ou menos, o seguinte padrão:
– Lua Crescente – Primavera – Donzela
– Lua Cheia – Verão – Mãe
– Lua Minguante – Outono – Feiticeira
– Lua Nova – Inverno – Anciã
Porém, faz parte dos meus estudos e trabalho desmembrar os 4 arquétipos principais do ciclo em uma triplicidade. Em breve, esta pesquisa será formatado em um curso avançado sobre os estudos da Mulher Cíclica e os arquétipos femininos que regem o nosso ciclo.

Imagem: Eric Williams
_________________________________
Copyright © Todos os direitos reservados.
ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por Lei.
Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This