Ando pensando o quanto precisamos sair das nossas jaulas. Limpar os vidros interiores que estão embaçando nossa percepção. Todo o chip de tudo que aprendemos nessas e em outras vidas, que fazem com que não confiemos em nossos instintos, que não nos empoderemos da nossa existência, que não consigamos revelar nosso self. Ando pensando, em como deixar cada vez mais para trás, todas as roupas que vestimos e que não são verdadeiramente minhas. Todos os dogmas. Todos os pré-conceitos. Todos os valores. Toda a moral. Todos os bons costumes, que querem que sejamos uma boa menina, uma excelente esposa, uma profissional de sucesso, uma mãe realizada, uma filha perfeita e a lista não acaba nunca. Mas, a final QUEM EU QUERO SER?

Porque, por alguns maravilhosos minutos, eu não posso mandar tudo isso para aquele lugar (sim, esse mesmo que você está pensando!) e ficar só comigo, DE BOAS, curtindo minha presença e sem precisar SER ALGUMA COISA ou AGRADAR ALGUÉM ou que ADEQUAR de alguma maneira. Simplesmente, poder respirar!

Hoje, a meditação convida você a sair dessa JAULA. Sim, dessa prisão que nos contêm, que nos reprime, que mata nossos instintos, que faz com que você fique o tempo todo perguntando para alguém o que é melhor você fazer ou se o que você está sentindo ou pensando é o caminho certo. Eu convido você hoje a começar seu processo de libertação!

Convido você a aproveitar essa LUA CHEIA e sentar-se sobre o seu luar. Visualizando que está sendo banhando pela luz da lua. Que ao tocar sua pele e todo seu ser, ela vai limpando todas essas couraças, toda a dor, todos os julgamentos, todos os rótulos, todos os nomes, todas as formas como você é conhecida até então. Ela vai quebrando e dissolvendo, toda a casca e energia que foi aprisionando sua existência. Dissolvendo…amolecendo…evaporando…sinta…o que SAI DE VOCÊ? O que você sente que a Lua está levando embora?
Então, sinta que ela vai bem fundo…fazendo o mesmo com seus sentimentos, pensamentos e atitudes. Dissolvendo, tudo que não é seu. Palavras que nunca quis dizer. Pensamentos que fazem você ir para baixo. Atitudes que fizeram com que deixa-se de se posicionar, escolher e viver seus verdadeiros sonhos. Tudo isso, derretendo em direção à Terra que agora te ACOLHE.
Sinta, então, que a Lua da Lua, chega nos pontos mais centrais e vitais do seu ser, e começa a derreter tudo que te aprisiona. Todos os relacionamentos abusivos, todas as situações que não permitem que você seja você, tudo que viveu e machucou ou te afastou dos seus sonhos, todos seus medos, todas suas inseguranças, tudo que você desejar e sentir que CONSTITUI ESSA PRISÃO. Do que ela é feita? Do que ela te protege? Quando ela surgiu? Quem e/ou o que fortalece ela?
Fique o tempo necessário até sentir-se livre dela. E sinta então, que está livre! Crie lindas asas atrás das suas costas e sinta que elas podem te levar para onde você quiser. Para onde você quer ir? Sinta também que elas te protegem! Você está completamente amparada, segura e protegida. Sinta a luz da lua, criar uma redoma linda de proteção ao seu redor. Como um grande ovo energético. De qual cor ele é?
Continue nessa meditação pelo tempo que desejar. Quando estiver pronta, pergunte para seu mais profundo interior: quem é essa parte de você que está aprisionada? Como ela é? Quais são seus desejos? Nós queremos libertar nosso “wicked self”, aquele lado mais autêntico e selvagem, aquele lado que ficou conhecido e reprimido, como “louca”, “mal-educada”, entre tantas outras coisas. Aquele lado selvagem e livre. Que é espontâneo, que é puro, e que é vivo. Que simplesmente é.

Se sentir que precisa dançar, desenhar, escrever ou expressar o que vivenciou faça isso, mas não esqueça! Porque quando essa parte de nós está enjaulada, acaba rebelendo-se ou acuando-se e torna-se destrutiva. Nada pior do que um grande poder aprisionado. A tendência é tornar-se wicked no mal sentido, como um Darth Veder interior…porém, quando é acessado, seu imenso poder pode ser usado para o lado da força mais positivo.

Blessed be!

Copyright © Todos os direitos reservados.

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por LEI.

Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This