“Ostara, Ostara
que flores eu veja por onde passar
que as fadas cuidem do meu jardim interior
que os pássaros tragam a canção de louvor
afastando de mim as vozes de tristeza e amargura
que o néctar das flores sejam meu alimento
que a natureza em desabrochar
seja hoje o meu despertar
Venha Ostara! Venha até mim!
Traga a Primavera! Traga o novo!
Traga a vida em alegria sem fim!
Que assim seja!”

Hoje, entrando no clima da Primavera que começa a chegar para nós, tiramos um tempo para meditar no aspecto da donzela em nós. Refletindo como estamos cuidando do nosso jardim interior. Estamos adubando nosso solo com negatividade e reforçando antigos padrões destrutivos interiores esperando que cresça algo diferente? Ou estamos adubando nosso solo interior com novas informações, novas qualidades e virtudes, novas sementes que advêm do feminino curativo, fortalecedor e nutridor que agora está a minha disposição? Como que eu me relaciono com as sementes que habitam em mim? Aceito o meu potencial fértil ou nego ele? De que forma eu uso minha fertilidade? Para onde ela vai? Porque Ostara traz um grande potencial fértil. Um grande potencial do novo e da mudança que advêm através do recomeços. Assim como, também traz a LEVEZA da MENINA! Aliás, como está sua menina hoje? Vamos usar essa Meditação para acordar para a Primavera e também acordar nossa face faceira. Encha sua cada de flores. Dance. Celebre mais sua vida. Porque com certeza, tem muitas coisas boas acontecendo e você está perdendo tempo demais foca naquelas pequenices que incomodam. A Donzela da Primavera hoje te pede para mudar o foco e usufruir da vida, em um belo jardim de flores, pela qual você é RESPONSÁVEL!

Namaste!

Copyright © Todos os direitos reservados.

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por LEI.

Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This