Eu sou mulher, eu sou muitas.
E quero despertar todas as partes de mim.
Quero que neste dia das mulheres possamos caminhar em direção à libertação.
Quero que possamos curar as nossas feridas do passado
e que possamos quebrar todas as correntes que nos aprisionam ainda, mesmo que veladamente
Quero que chegue um dia em que não precisemos mais lutar para ter que nos posicionar, postar a nossa voz e decidir nossas vidas ou sequer nos proteger.
A violência as mulheres terminará quando pararmos também de nos violentar.
Quero que chegue o dia, em que celebraremos a liberdade de ser mulher, sem paradigmas, sem clichês, sem formatos, sem definições, e que possamos ser de fato livres.
Quero que chegue um dia em que possamos viver de acordo com nossos ciclos e ritmos internos e externos, que possamos honrar à nossa feminilidade e que estejamos em paz com o masculino, dentro e fora. Integrados. Casados. Unidos.
Um dia em que estejamos unidas em conexão com nossos ventres, com o ventre da Mãe Terra e com o fato de que ser mulher, significa tantas coisas, que poucas frases nunca conseguirão de fato contê-las ou sequer explicá-las, quanto mais entendê-las.
Sou paradoxal. Sou utopia. Sou estações. Sou o incontrolável e a contínua transformação…sou mulher e nunca sou a mesma, e jamais serei da forma que você quer, porque o sangue jorra de mim, o leite jorra de vida…sou vida, sou pulso, sou a força por trás da criação.
Sou mulher e nada pode me conter, porque tudo está contido em mim.
E isso…bem, é inexplicável.
Porque somos mistérios… Abro-me para receber a inteligência por de trás da força de criação que sou.
Pois sou todos os aspectos da natureza.
Sou vida-morte-vida.
Dentro de mim habitam as mais diferentes qualidades,
para que assim, eu me torne e utilize várias possibilidades de mim mesma.
Ontem, hoje e amanhã,
Sou muitas. Sou todas. Sempre diferente. Sempre a mesma.
Sou a grande chama sagrada que habita em mim,
a força da sabedoria interior.
Sou a grande xamã, a heroína do meu destino,
aquela que trilha pela jornada com passos certeiros.
Sou a mulher selvagem, sou sereia, sou estrela matutina.
Sou a grande musa, que inspira as mais belas poesias,
e incendeia as mais loucas paixões.
Porque sou a força imoral. Sou aquela que te dá coragem para transgredir.
Sou a força da grande mãe,
aquele que nutre, cuida, apoia, educa e ajuda-te a encontrar seu caminho e vocação.
Meu coração é infinito. Meu colo, seu porto seguro.
Sou o grande véu, a força intuitiva que ajuda-te a caminhar por entre os mundos.
Sou a grande sacerdotisa, a força da espiritualidade feminina.
A força que te permite o autoconhecimento e autorrealização, pois sou Guardiã dos Mistérios Sagrados.
Sou a Grande Guerreira,
aquela que tece a vida.
Sou a grande mente por de trás de todos os planos e conquistas.
Sou a menina, curiosa e o vento do frescor.
Sou a amante, sou o poder e a realização.
Sou a velha, sábia em cada menina, mulher e a que possui o cetro das minhas ancestrais.
Sou o poder contido na seiva das minhas fortes raízes.
Sou a força dourada, a grande rainha.
O grande pilar e a força que te torna completa.
Sou a tua soberania.
Sou como os ciclos e as estações,
sempre mudando.
Sou um camaleão, que troca de pele e procura adaptar-se.
Sou as mil faces da deusa e carrego em mim as mais diversas medicinas.
Sou muitas, porque uma só não consegue me conter ou definir,
e por isso, sou grata!
Blessed Be!

 

Imagem: Pamela Matthews
_________________________________
Copyright © Todos os direitos reservados.
ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por Lei.
Para usar este texto entre em contato com a autora.

Pin It on Pinterest

Share This