Hoje acenda uma vela por Ela, nem que seja simbólica em seus corações. Hoje abra espaço para Ela, nem que seja para uma oração. Hoje oferto um presente para Ela, nem que seja seu coração. Hoje abra espaço para Ela em suas vidas e sinta-se tocada pela Deusa, que nunca, nunca te abandonou. Que hoje, possamos lembrar Dela. Que a Deusa mais uma vez tenha seu espaço, tenha seu nome, tenha sua graça manifestada em nossas vidas e honrada, como dignamente o merece. Este pequeno feitiço pode ser feito neste momento de conexão. Uma simples e poderosa invocação. Onde nos colocamos disponíveis para que a Graça da Deusa possa nos abençoar. É um convite. É um chamado. É abrir nosso graal para ser preenchido pelo néctar do Feminino Profundo nos tocar como nunca e assim, acordarmos.

Para quem quiser fazer o feitiço completo, coloque-se em um lugar que possa ficar a sós, pode ser na natureza também, acenda uma vela e centre-se para que possa escrever o feitiço em um pedaço de papel. Antes de dizê-lo em voz alta, coloque-se a disposição das forças de paz e então repita-o 3x. Então, queime-o no fogo e sopre as cinzas no ar. Que a Deusa ouça seu chamado!

“Além do tempo
Além do espaço
Que os véus sejam levantados
A verdade a mim vem revelada
Aquela que eu sou
Aquela que eu sempre fui
Que a partir de agora
eu veja a Filha da Deusa em mim
Venha Mãe
Venha Deusa
Derrame suas bênçãos, seu amor e sua presença
Comigo agora, ontem e sempre
Nunca mais sozinha, para sempre em mim.”

Todo dia é dia para nos conectarmos com a Deusa. E a grande importância de fazermos essa conexão é resgatar ou melhor dizendo, reapropriar-se daquilo que somos feitas. Perceber que somos Filhas do Divino Feminino, deste grande redondo, útero e graal sagrado que contêm todos os Mistérios do Feminino, e que através das Mil Faces da Deusa, ressignificamos o que de fato é ser mulher neste mundo ainda tão patriarcal e tão orientado para a guerra. Ao olharmos através do tempo, através da Deusa e através do Feminino, estamos nos conectando com os primórdios da criação e da humanidade, e assim resgatando a sabedoria das nossas ancestrais femininas. Através da Deusa lembramos do que somos feitas, de onde viemos, da grande irmandade feminina da terra, e também lembramos que toda a terra é parte ou melhor dizendo, a expressão e manifestação da Deusa. Ao buscarmos a orientação de vida através da Deusa, resgatamos nossa orientação cíclica, olhamos novamente e ofertamos graças às bênçãos da Terra que advêm e volta para ela, adentramos ao mundo da vida-morte-vida, e de uma forma mais humanizada de viver, que pensa no Todo como uma forma de cocriação e relação mútua e não exclusiva. Ao voltarmos para a Deusa, naturalmente, voltamos a integridade de quem Somos, porque SOMOS PARTE DELA E ELA SOMOS NÓS. Que possamos hoje, agradecer a essa Mãe, essa Fonte, essa Força e esse Poder que existe dentro e fora de nós, em suas faces donzela, mãe e anciã, mas também em todas as suas incontáveis faces, formas e nomes. Que hoje todas sejam lembradas, porque quando lembramos Dela, lembramos também de nós e quando lembramos de nós, a Deusa em cada ventre e coração é mais uma vez desperta. E quando uma mulher desperta, meu bem, nada mais é o mesmo!

Que assim seja para mim!
Que assim seja para você!
Que assim seja para todas nós!

Copyright © Todos os direitos reservados.

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é protegida por LEI.

Para usar este texto entre em contato com a autora.

imagem: nahima devianart

Pin It on Pinterest

Share This